Desenvolvimento infantil entre os 0-3 meses


Naturalmente, tanto o corpo como a mente do bebé precisam de tempo para se ajustar ao seu novo ambiente após o nascimento. Nomeadamente, o bebé desenvolve reflexos básicos dos quais necessita para sobreviver – como o sugar, engolir, tossir e agarrar. Além disso, os bebés começam a adquirir as capacidades necessárias para explorar o mundo exterior no futuro. A nutrição deverá ser 100% líquida; de preferência, leite materno com a sua composição rica em compostos bioativos.

Sleeping and smiling newborn baby

Corpo do bebé


O desenvolvimento motor do bebé entre os 0 e os 3 meses é caracterizado pela adaptação ao mundo fora do útero. As suas reações ainda são descoordenadas, mas o bebé aprende depressa, desenvolvendo reflexos e movimentos básicos. 
Saiba mais…


Mente do bebé


É certo que as competências cognitivas dos bebés são limitadas logo após o nascimento. No início, o seu principal meio de comunicação é o choro, o que é, mais tarde, acompanhado por sorrisos e balbucios. É também muito comum os recém-nascidos dormirem a maior parte do dia.  
Saiba mais…

Sleeping newborn African-American baby
Newborn baby being breastfed

Nutrição


O fornecimento de calorias suficientes e de nutrientes relevantes ao bebé é essencial para o crescimento saudável, especialmente no início de vida. Em proporção com o seu peso, as calorias necessárias para um bebé é normalmente três vezes superior às de um adulto. Nos primeiros meses, o consumo médio de calorias de um bebé é cerca de 400kcal por dia (OMS, 2009). O leite materno oferece a melhor opção nutricional para o bebé pois é rico em calorias e oferece uma mistura de diferentes nutrientes. Todos os nutrientes do leite materno são valiosos, mas dois nutrientes específicos são especialmente importantes nesta fase de desenvolvimento, ou seja, os ácidos graxos poliinsaturados (AGPICL) e a vitamina D. 
Saiba mais…

  • Corpo do bebé


    Em termos gerais, entre os 0 e os 3 meses, o desenvolvimento motor dos bebés segue o seguinte padrão:

    • Em geral, os bebés adaptam-se ao mundo exterior e desenvolvem os reflexos básicos necessários para sobreviver, como o sugar, engolir, tossir e agarrar, etc.
    • Na maior parte do tempo, mantém as mãos fechadas em punhos sem a coordenação olho-mão.
    • Após aproximadamente um mês de idade, os bebés deverão conseguir – quando deitados de barriga para baixo – erguer a cabeça e olhar para ambos os lados.
    • A partir do segundo mês, os bebés conseguem apertar os dedos em volta de um objeto quando posicionado na sua mão.
    • As mãos e as pernas conseguem mover-se de modo incessante e dar pontapés.
    • Os bebés inspecionam as suas próprias mãos e põem as mãos e brinquedos na boca.
    • Quando deitados de costas, os bebés deverão conseguir unir as mãos.

    (Bartolotta e Shulman, 2010: UNICEF, n.d.; Universidade de Pittsburgh, 2015)

    Voltar
  • Mente do bebé


    Entre os 0 e os 3 meses, os bebés conseguem:

    • observar um objeto próximo, assim como reconhecer e estudar as suas mãos e dedos;
    • distinguir cheiros e sabores;
    • comunicar maioritariamente através do choro e voltar-se na direção de vozes familiares;
    • expressar sentimentos, tais como a raiva, excitação ou fome;
    • rir e emitir sons balbuciantes ou arrulhos; e (mais tarde)
    • responder com um sorriso quando alguém lhes sorri.

     

    Outros desenvolvimentos comuns relacionados com a mente incluem:

    • os bebés dormem a maior parte do dia, mas em periodos relativamente curtos;
    • surgem as características precoces da personalidade individual e os bebés começam a reconhecer os seus cuidadores principais;
    • os bebés gostam de ser pegados ao colo e embalados, assim como do banho;
    • começam a pôr coisas na boca e procuram brinquedos que emitam sons;
    • os bebés apreciam cócegas e podem ser acalmados por uma voz familiar; e
    • assustam-se com vozes altas e giram a cabeça em direção à voz.

    (Bartolotta e Shulman, 2010: UNICEF, n.d.; Universidade de Pittsburgh, 2015)

    Voltar

Mais sobre Crescimento natural